segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Festa da Imaculada Conceição



Festa da Imaculada Conceição
Celebrada em toda a Igreja em 08 de dezembro

A Imaculada Conceição de Maria é o dogma de fé que declara que, por uma Graça especial de Deus, Maria foi preservada da mancha do pecado original, ou seja, Maria foi concebida sem pecado. Esta Doutrina é de origem apostólica, embora o dogma tenha sido proclamado pelo Papa Pio IX, em 08 de dezembro de 1854, em sua Bula “Ineffabilis Deus”.

O Franciscano João Duns Escoto, no princípio do século XIV, inspirado em alguns teólogos do século XII e pelo próprio São Francisco de Assis (século XIII, devoto da Imaculada), brindou a todos com a chave para superar as objeções contra a doutrina da Imaculada Conceição de Maria. Ele susteve que Cristo, o Perfeito Mediador, realizou precisamente em Maria o ato de mediação mais excelso: Cristo a redimiu preservando-a do pecado original. Se trata de uma redenção ainda mais admirável, não por libertação do pecado, mas por preservação do pecado.

“O Dogma da Imaculada Conceição de Maria não ofusca, muito pelo contrário, coloca em grande relevo os efeitos da graça redentora de Cristo na natureza humana. Todas as virtudes e as graças de Maria Santíssima, Ela as recebe de Seu Filho. A Mãe de Cristo devia ser perfeitamente Santa desde a sua concepção. Desde o princípio, Ela recebeu a graça e a força para evitar o influxo do pecado e responder com todo o seu ser à Vontade de Deus. Para Maria, primeira redimida por Cristo, que teve o privilégio de, nem sequer por um instante, não cair submetida ao poder do mal e do pecado, olham, todos os cristãos, como modelo perfeito e como imagem de Santidade a que estão chamados a alcançar, com a ajuda da Graça do Senhor em suas vidas” ( Escoto ).


Em torno das idéias de Escoto, suscitou-se uma grande controvérsia. No entanto, depois que o Papa Sixto IV aprovou, em 1477, a Missa da Imaculada Conceição, essa doutrina foi cada vez mais aceita nas Escolas Teológicas. Escoto preparou o caminho para a definição dogmática. Dizem que sua inspiração veio quando passou pela frente de uma estátua da Virgem e lhe disse: “Dignare me laudare te: Virgo Sacrata” ("Oh, Virgem Sagrada, daí-me as palavras certas para louvar-Vos”).

O Papa Sixto IV, em 1483, quase dois séculos antes do Dogma, havia estendido a Festa da Imaculada Conceição de Maria a toda a Igreja do Ocidente.

A Imaculada Conceição da Santíssima Virgem Maria traz em si mesma, como precioso dom, um amoroso chamado a todos nós, filhos Seus:

-chamado à purificação de nossas almas e vidas, a fim de que sejamos puros de coração e, desta forma, Seu Filho Jesus venha habitar na plenitude de Sua Perfeição e Amor dentro de nós.

- chamado à consagração ao Imaculado Coração de Maria, lugar seguro para alcançar o conhecimento perfeito de Cristo e caminho seguro para sermos plenos do Espírito Santo.


Oração à Imaculada Virgem Maria

Santíssima Virgem,
Eu creio, louvo e confesso a Tua
Imaculada Conceição pura e sem mancha.
Oh, Puríssima Virgem,
Por Tua Pureza Virginal,
Tua Imaculada Conceição, e
Tua Gloriosa Qualidade de Mãe de Deus,
Alcança-nos de Teu Amado Filho,
A humildade, a caridade,
Uma grande pureza de coração e de alma,
Uma santa perseverança no Bem,
O dom da oração,
Uma santa vida,
Uma santa morte!
Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quando eu era pequena....

QUANDO EU ERA PEQUENA JESUS ME PERGUNTOU:FILHA O QUE VOCÊ QUER GANHAR HOJE? E EU RESPONDI:SENHOR ABENÇÕA ESTA PESSOA QUE ESTA LENDO ESTA CARTA ,POIS ELA É MINHA AMIGA.!!!